Série: Como reinventar as Organizações – Parte II

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram
Share on whatsapp

Etapas do desenvolvimento humano


Etapas do desenvolvimento humano : as cores da evolução organizacional

Nesse segundo artigo, baseado no livro Reinventando Organizações (2014), de Frederic Laloux, vamos abordar as etapas de desenvolvimento humano.

Para acessar o primeiro artigo da série, clique aqui.

Laloux elenca alguns exemplos de dimensões percebidas na evolução humana, por vários pensadores:

  • Necessidades (Maslow)
  • Visões de mundo (Gebser)
  • Capacidades cognitivas (Piaget),
  • Valores (Graves).

Como lagartas ou girinos

Segundo o autor, a humanidade tem evoluído em etapas de forma não contínua e sim por transformações repentinas.

Ele compara essa forma de evolução com as de lagartas, que se transformam em borboletas ou dos girinos, que viram sapos, exemplificando com as seguintes teorias:

  • Desenvolvimento moral (Kohlberg, Gilligan),
  • Auto-identidade (Loevinger),
  • Espiritualidade (Fowler),
  • Liderança (Cook-Greuter, Kegan, Torbert).

ACELERAÇÃO DA CONSCIÊNCIA HUMANA

O autor analisa que há uma aceleração da consciência humana, como consequência de etapas sucessivas do desse desenvolvimento .

Segundo ele, se traçarmos um mapa dessa evolução, humana e organizacional, em uma linha do tempo, veremos que o  resultado é incrivelmente inesperado e acelerado.

Hoje, várias formas dessas atuaçôes estão partindo de paradigmas (ou estágios) completamente diferentes, como nunca antes aconteceu.

E elas as atuações estão caminhando lado a lado e se cruzando.

Cores para o desenvolvimento

Para classificar esses estágios de níveis da consciência humana nas organizações, ele escolheu optar por cores.

Níveis de Consciência

Percebemos que há cores que são como “marcos” da evolução organizacional, com características próprias.

Com o caminhar evolutivo, vão gerando novas matizes.

Focaremos nas cores que significam esses “marcos”:;


Etapas do desenvolvimento humano : como lagartas ou girinos

Organizações Vermelhas – As impulsivas

A união do grupo é mantida pelo medo devido o exercício extremo de poder do líder.

As metas são de curto prazo e ações altamente reativas.

Podem prosperar em conjunturas caóticas

A autoridade é dividida em comandos. Os líderes têm um comportamento predatório, como os mafiosos, líderes de gangues, etc.

Organizações Âmbar – As conformistas

Um bom exemplo são os exércitos, com sua formalidade e hierarquia rígida.

Nessa organização valoriza-se a estabilidade com processos rigorosos.

Não há espaço para inovações e a referência é o passado.

Também costumam permanecer nesse estágio as escolas públicas, igrejas tradicionais, e setores do governo.

Suas metas são de longo prazo

Organizações cor LARANJA – Empreendedoras

Buscam manter o ritmo inspiradas nas máquinas.

O foco é obter altos lucros, crescer e vencer a concorrência.

Para isso, apostam na Inovação.

Empresas multinacionais costumam agir dessa forma, fazendo uma gestão por metas, proporcionando certa liberdade aos colaboradores, que são orientados por metas e tarefas objetivas.

Organizações VERDE – Pluralistas

Encaram-se como uma grande família, ainda dentro de uma estrutura piramidal, mas focam na cultura e capacitação dos colaboradores.

No seu livro, Laloux cita como exemplos a Southwest Airlines e Ben & Jerry’s

Buscam o consenso, a gestão participativa, empoderamento e a identificação de valores

Organizações TEAL (verde-azulado) – Evolutivas

Consciência Teal

É um lugar onde os colaboradores entendem que a empresa é um organismo vivo com potencial criativo e propósito evolutivo único.

Alta capacidade de autogerenciamento, contrapondo-se a estrutura de pirâmide.

Segundo o autor, são exemplos disso a Patagônia, FAVI e Buurtzorg

Esse é o estágio que sentimos ser o mais novo de todos, pois nele a liderança é distribuída de forma linear e com o principal propósito de motivar e justificar a permanência de cada colaborador.

As palavras de ordem nesse ambiente são:

  • Autogestão
  • Integralidade
  • Propósito evolutivo

Ao final desse capítulo, ele usa uma citação de Ifeanyi Enoch Onuoha (Autor e lifecoach)


“Todo desafio que você encontra na vida
é uma bifurcação na estrada.
Você tem a chance de escolher qual
caminho: para trás, para frente,
desapegar ou romper.” (tradução livre)


E qual é a organização ideal para você? Deixe a resposta nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *