O BÊ A BÁ DO COWORKING

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram
Share on whatsapp

Tudo o que você queria saber e não tinha para quem perguntar

Bê a bá do coworking
Photo by Vladimir Proskurovskiy on Unsplash

Muita gente ainda – mesmo as que se consideram bem informadas – têm dúvidas sobre o que realmente é o sistema de compartilmento de espaços.

Para acabar de vez com essa desinformação, vamos trazer aqui o bê a bá do Coworking.

Tire suas dúvidas e aproveite as dicas de como melhorar a produtividade – sua e/ou da sua equipe, minimizando custos, deslocamentos e aumentando a produtividade e network!

Bem-vindo aos espaços criativos ou inusitados para se trabalhar!

Eles são acessíveis e podem salvar o seu dia. Descubra como usá-los e encontrá-los, lendo esse texto.

O que é Coworking?

Coworking (também conhecido como co-trabalho) é o nome dado ao compartilhamento de espaços para se tra

Pessoas que não são, necessariamente, da:

  • mesma área de atuação,
  • segmento de mercado,
  • ou empresa

podem optar por trabalhar em um espaço que é dividido por várias pessoas, que – possivelmente – nem se conhecem.

A grande sacada aqui é a questão de quebrar paradigmas e expandir o conceito de comunidade.

Assim como na nossa rotina virtual – em que convivemos com pessoas interessantes que jamais conheceríamos no mundo físico – o coworking nos traz a possibilidade de conhecer pessoas diferentes ou parceiros de negócios improváveis de se trombar por aí.

Grande diferencial se comparado ao escritório tradicional de uma só empresa. Concorda?

Por isso, essas estruturas são pensadas justamente para atender vários públicos diferentes, com infraestruturas cada vez mais atraentes.

Todos têm mesas individuais e para grupos, café e wi-fi.

Ah! E Internet rápida é um requisito mais que básico: é obrigatória!

Afinal, nesse negócio, não adianta todas as vantagens se essa exigência não for cumprida.

Mas, isso não é tudo:
você também encontra espaços com : salas fechadas e salas para treinamentos.

E se você troca a noite pelo dia, tem um trabalho fixo e faz uns freelas em alguns sábados e domingos, ou simplesmente nem sabe qual é o dia semana, não tem problema: existem espaços que são abertos 24 horas por dia, 7 dias por semana. Esses são os famosos 24/7.

A maioria também conta com sala de reuniões, telefone fixo e serviço de reprografia e lounge para descanso.

Os mais descolados têm office-boys, moto-boys, salão de cabeleireiros, bar, sala de jogos, espaço kids, espaço gourmet ou cozinha compartilhada e espaço para convenções e até chuveiros!

Ideias que vêm de fora

Em cidades como Londres, Amisterdã, Berlim, Paris e Madrid é mais que comum ver pessoas trabalhando em qualquer parte da cidade, em bares, restaurantes, parques e até em lounges de agências bancárias.

Outra ideia rentável e interessante tem sido usada para otimizar espaços em estabelecimentos que só funcionam à noite e que durante o dia estão oferecendo espaços para coworking.

Espaço 2 em 1: de dia trabalho, de noite curtição.

Image
5th Avenue@Union: aberto até às 20h para coworking, depois só vale ficar se for para curtir!
crédito foto: https://www.spacious.com/spaces/new-york/park-slope/5th-avenue-@-union

Driblando a crise de criatividade

Essa nova proposta de locação de locais de trabalho ajuda a melhorar a qualidade de vida de quem faz o regime de home base, evitando o isolamento do profissional, que pode desencadear uma depressão, crise de criatividade, ansiedade e baixa produtividade.

Também ajuda na organização espacial dos:

  • empreendedores,
  • autônomos,
  • profissionais liberais
  • empresários locais que ainda não têm seu espaço definitivo
  • empresas que precisam de pequenos espaços para poucos colaboradores em regime temporário e/ou por projetos
  • profissionais, como os vendedores, que precisam encontrar estruturas para atender clientes, emitir pedidos e fazer reuniões fora do escritório
  • qualquer pessoa com um mínimo de independência e que queira estar perto de pessoas que compartilham de sua mesma cultura
  • e executivos em viagens ou fora do seu local de trabalho.

Como surgiu

Segundo o site www.coworker.com, a primeira vez que se tem conhecimento da utilização desse conceito, foi em 1999, por um designer de games chamado Bernie DeKoven.

Ele propôs a criação de um ambiente em que pessoas de TI pudessem trabalhar no mesmo espaço, para troca de informações e diminuir o isolamento natural.

Esses profissionais acabavam se submetendo a um isolamento por falta de ter com quem trocar experiências, numa época em que a Internet, celulares e tecnologia ainda engatinhavam.

Em 2005 essa tendência se acentuou, e começaram a surgir grupos de amigos que se reuniam e abriam a casa para outros profissionais que alugavam o espaço por horas ou alguns dias.

Em 2006 o programador de sistemas Brad Neuberg, em San Francisco, foi responsável pela abertura do primeiro espaço intitulado coworking e visava acolher  pessoas que não gostavam de trabalhar dentro dos espaços sufocantes das empresas ou que sofriam com o isolamento do trabalho remoto.

New York seguiu o exemplo um ano depois e assim sucessivamente foram pipocando espaços de trabalhos em diferentes cidades dos EUA.

Em 2005 Berlin também abriu as portas do primeiro coworking de nome Cafe St. Oberholz, onde acolhe, além dos tradicionais freelancers e home bases workers, também os boêmios digitais.

Compartilhando espaços no Brasil

Segundo o censo 2018 do  site www.coworkingbrasil.org, em 2015 havia apenas 238 espaços chamados coworking, no Brasil.

Em apenas 3 anos, o número é de 1.194, espalhados por 26 Estados e 169 municípios diferentes.

Números de 2018:

  • Movimentou R$127milhões
  • Circularam cerca de 214 mil
  • O último censo também aponta para 88 mil estações de trabalho
  • Gerou 7 mil empregos direto

Espaços compartilhados no mundo

No mundo, segundo o site www.coworkingresources.org a previsão é de 18.287 espaços contra 16.599 que existiam em 2018.

E em 2022, os nômades digitais poderão contar com quase 26 mil locais de coworking em todo o globo terrestre.

Fonte do gráfico:
www.coworkingresources.org

Novos espaços de trabalho x meio ambiente

Os espaços compartilhados estão dando uma reviravolta na economia e no segmento de construção civil.

Segundo dados do site www.us.jll.com, em 2030, 30% de todos os escritórios comerciais serão coworkings.

O que, por um lado é um desafio para a geração de empregos de trabalhadores de baixa renda, mas por outro, haverá uma possível desaceleração da expansão das cidades, o que beneficiará a preservação ambiental.

Tipos de COWORKING

A flexibilidade no compartilhamento do espaço de trabalho não está só por conta da natureza da proposta.

Os usuários podem optar por pagar mensalidades e ter o direito de utilizar todos os espaços, que geralmente inclui uma cota de impressões e uso de salas de reuniões.

Alguns oferecem café e cerveja à vontade.

Modelo dinâmico e locações pontuais

O modelo que mais tem crescido, é uma tendência mundial e o foco do aplicativo Outoo.

Esse modelo foi desenhado para fluxos mais versáteis: destina-se a  usuários que preferem o sistema de diária ou ocupação por horas. Aceita as ocupações eventuais, inclusive de salas de reunião e de treinamentos.

Onde encontrar o seu primeiro (ou próximo) COWORKING

Para encontrar o coworking dos seus sonhos, existe o Outoo (app.outoo.com.br) um aplicativo que mapeia todos Coworkings do Brasil e informa o nível de barulho, tomadas, tipo e horário de funcionamento. Além de também classificar os locais e você pode buscá-los utilizando os filtros da sua conveniência.

Sobre o acesso ao espaço:

  • Aceita Reservas
  • Acesso Gratuito
  • Estacionamento / Valet
  • Próximo ao Metrô

Sobre o espaço fisico:

  • Espaço para Animais
  • Ar Condicionado
  • Área Externa
  • Bicicletário
  • Espaço para Crianças
  • Espaço Lounge
  • Luz Natural
  • Mesas Altas / Bar
  • Mesas Comunitárias
  • Mesas pequenas (1-4 Pessoas)

E sobre as conveniências oferecidas:

  • Bom para Grupos
  • Tem Bebidas Alcoólicas
  • Tem Café
  • Tem Chá
  • Tem Comida
  • Tem Drinks
  • Tem Sucos
  • Wifi

Tem o mapa de localização pelo Google, interface para Android e IOS e parceria com a 99 Táxi e Uber.

Você pode ser um co-criador colaborando com a expansão do app. Se você conhece um lugar que não está nele, pode e deve incluir!

E ainda você pode relatar na comunidade como foi sua experiência e saber as dicas dos outros usuários.

Ainda pode contar com posts no blog sobre assuntos que os millenials, home base workers e os freelas de todas as gerações curtem! Clique aqui www.outoo.com.br  e conheça um pouco mais sobre o app que te mostra espaços de trabalho fora do comum!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *