Digital Life: sua vida está fora do controle?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram
Share on whatsapp
grayscale photography of person sits illustration
Digital life: sua vida está fora de controle?
Photo by Velizar Ivanov on Unsplash

Segundo a Agência Brasil, o brasileiro passa mais de três horas diárias no celular. 

E isso não é uma realidade apenas nacional. A  Instituição Build Careers fez uma pesquisa, nos Estados Unidos, e descobriu que 50% dos empregadores reclamam da distração em momentos inadequados e do uso indiscriminado dos aparelhos celulares por parte de seus colaboradores.

Os chamados micro-momentos cumulativos de perda de produtividade em nossa rotina, se somados, são bastante significativos e podem representar muitas horas de um ano da sua vida. Eles são todos os segundos – ou minutos – que você interrompe alguma coisa para checar seu celular, por exemplo. 

Quando chegamos ao ponto de não conseguirmos mais nos concentrar profundamente em tarefas importantes sem parar várias vezes para saber quem mandou qualquer bobagem no grupo dos amigos, é hora de se perguntar: sua vida está fora de controle?

person wearing black jacket standing while pointing finger near high-rise building
Digital life: quem assassina a produtividade?
Photo by Kuma Kum on Unsplash

Assassinos da produtividade

Segundo dados revelados pelo Build Careers, os cinco principais assassinos da produtividade são:

  • Conversas ao celular e/ou mensagens de texto – 50%
  • Fofocas – 42%
  • A Internet (sites)– 39%
  • Redes Sociais – 38%
  • As paradinhas para lanches ou para fumar – 27%

Culpamos os celulares, redes sociais e aplicativos por essa realidade cada dia mais difícil de negar. Mas, afinal, quem tem culpa?

Na verdade, o ser humano sempre busca desculpas para procrastinar suas tarefas, seja em casa ou no trabalho, na vida pessoal ou profissional.

  • Quem nunca pensou em fazer dieta só depois do Reveillon?
  • Quantas pessoas adiam tantas vezes a ida ao dentista, que quando chegam lá se deparam com tratamentos dolorosos e caros?
  • Quem nunca pagou uma temporada de academia e nunca mais pisou lá?
  • Você conhece alguém que deixou para fazer um relatório no último dia do prazo?

A Internet e o smartphone só estão nos proporcionando formas mais práticas para que possamos exercitar nossos piores vícios: procrastinar, assassinar a produtividade e sentir culpa depois. 

O hábito de perder o controle

Logo que os e-mails começaram a ser usados massivamente, os grandes homens de negócio perceberam que esse recurso que agilizava as negociações e catapultava a comunicação a outro patamar, era uma verdadeira armadilha.

Passaram a observar que as secretárias e assistentes passavam o dia checando compulsivamente suas caixas de entrada.

Alguns executivos, para fugir dessa pegadinha, estipulavam horários para abrir suas caixas de e-mail apenas duas vezes ao dia.

A verdade é que, quanto mais facilidades temos com o avanço da tecnologia, mais a sensação de que teremos tempo para assumir mais responsabilidades. E isso é um engano.

Juntamente com novas ferramentas adquirimos novos hábitos e responsabilidades e o tempo para tudo – inclusive para o descanso – é sempre o mesmo. Afinal, o dia sempre teve e terá apenas 24 horas.

A sensação de perda de controle do nosso tempo e da nossa vida gera frustrações que podem desencadear a depressão ou outros transtornos.

Mas, a boa notícia é que você pode sair desse círculo vicioso e se tornar uma pessoa de alta performance – e mais feliz.

snow capped mountain view through vehicle
Digital Life: assuma o controle
Photo by Steve Halama on Unsplash

 Como controlar sua vida digital

Como abordamos em nosso texto Deep Work, devemos colocar a tecnologia à nosso favor e não podemos nos deixar seduzir e escravizar por ela.

Aproveite a oportunidade e conheça as nossas 6 lições de ética para os Apps de mensagens (algumas dicas podem melhorar o seu rendimento, além de ajudar você a evitar pagar micos).

Acesse nosso texto Soft Skills: você potencializa as suas? e aproveite para desligar-se um pouco da rotina e buscar se autoconhecer para potencializar as suas qualidades mais importantes.

E se tiver um tempo maior, siga os conselhos de Bill Gates do nosso post THINK WEEKS!

Além disso, segue 6 conselhos que retiramos da matéria do Build Careers:

1. Organize e priorize seu espaço de trabalho e seu tempo. Se você gosta de trabalhar em Terceiros Lugares, faça um check list de tudo o que precisa levar para não perder a viagem (carregador de bateria do seu celular, o cabo de energia do seu laptop, etc).

2. Limite a quantidade de interrupções. Os grandes executivos têm razão: estipular paradinhas programadas para esticar as pernas, tomar um café e acessar seus apps de mensagens vai melhorar o seu tempo de produção. Se possível, até desligue o celular, pois o mínimo sinal de atividade desse aparelho pode tirar você do ritmo. E se o ambiente está lhe atrapalhando é hora de conhecer Office pods e boxes: pense dentro da caixa!

3. Evite reuniões desnecessárias. Muitas coisas podem ser resolvidas por e-mail (poucos e efetivos) ou uma ligação telefônica breve e objetiva. Ao invés de perder tempo durante o expediente, que tal marcar um happy hour com os colegas para estreitar os laços e criar melhores networks?

E deixe para comemorar os grandes avanços em alto estilo. Conheça nossas sugestões em REUNIÃO – Aguarde a próxima

4. Evite seus assuntos pessoais na hora do expediente. Aguarde uma das paradinhas para postar aquela foto fantástica do final de semana ou do seu bichinho de estimação. Aproveite para felicitar os aniversariantes  logo cedo, antes de começar o expediente ou na hora do almoço. O que você diria se o Roger Federer, o esporte e as lições corporativas parasse uma partida de tênis para curtir a foto de um amigo nas redes sociais?

5. Comunique-se com sabedoria. Para quê gastar 20 minutos para redigir um e-mail para o colega que está na sala ou box ao lado? Vá até a mesa dele ou envie uma mensagem rápida pelo app e resolva de uma vez essa pendência.

6. Não atrase o que não pode ser evitado. Em uma empresa o gerente de recursos humanos tinha o hábito de fazer a seguinte pergunta ao entrevistado: – O que você faria primeiro: o urgente ou o importante?

A maioria das pessoas diziam que fariam o urgente e ele logo corrigia: – Faça o importante, pois o urgente era o importante que você adiou. 

person holding compass
Digital life: você no controle
Photo by Heidi Sandstrom. on Unsplash

Digital Life: você no controle da sua vida

A tecnologia não é nossa inimiga, nem podemos crer que ela é obra de uma conspiração contra a humanidade.

O ser humano tem a tendência de procrastinar e complicar coisas que deveriam se manter fáceis – ainda mais – com os avanços que estamos presenciando.

Seguir as dicas acima vão deixar seu dia mais leve e a sensação de dever cumprido, além de manter sua mente longe da sobrecarga de excesso de informação, vai melhorar, inclusive a sua autoestima.

E para completar essa lição, dê uma olhada nos apps que você tem no seu celular: quais são úteis e quais estão apenas ocupando espaço na tela e memória?

Priorize aqueles que realmente podem ser construtivos na sua rotina, faça uma lista com os mais interessantes e não se esqueça de “baixar” o app.outoo.com.br, afinal, você merece ter sempre à mão os locais mais incríveis para trabalhar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *